Favela da Santista arranca empate do Cruzeiro e termina 1ª fase na liderança

As duas equipes são as únicas que ainda não perderam no Campeonato Santista da série A

Favela da Santista e Cruzeiro do Morro do São Bento empataram em 2 a 2, na noite desta segunda-feira, dia 8 de janeiro, em partida válida pela última rodada da fase de classificação do Campeonato Santista da série A, no ginásio CFT Barata/Jabaquara, em Santos.

O resultado fez com que as duas equipes terminassem esta fase invictas, mas o Favela da Santista com quatro vitórias e dois empates terminou em primeiro, já que o Cruzeiro teve três vitórias e três empates.

Desta forma, o Favela da Santista já sabe que terá o Nova União como adversário nas quartas de final, no próximo dia 12, sexta-feira com a vantagem do empate. O Cruzeiro joga antes, nesta quarta-feira, dia 10, contra Vila Santista ou São Paulo que se enfrentam no último jogo desta fase na noite desta terça-feira também podendo só empatar para ir às semifinais.

A partida

Empurrado pela Torcida Máfia Verde que fez uma grande festa nas arquibancadas, o Favela da Santista começou o jogo disposto a pressionar o Cruzeiro. Na primeira oportunidade, Baiano desarmou Evandro ainda no meio da quadra e de longe arriscou um chute forte que acabou parando na boa defesa de Mychel.

Mas em seguida, Ítalo pelo lado direito do ataque chutou cruzado a bola desviou na área em um jogador do Cruzeiro e acabou entrando, 1 a 0 para o Favela da Santista para delírio da torcida e apesar do desvio o árbitro confirmou o gol para Ítalo.

Após o gol, o jogo ficou mais cadenciado com as duas equipes tendo muitas dificuldades para chegar próximo a área adversária, assim, as melhores chances eram em chutes de longe mas que pouco assustavam os goleiros Cícero, do Favela da Santista e Mychel, do Cruzeiro.

Em um chute de fora da área de Gustavo Mauri, o Cruzeiro por pouco não empatou o jogo, a bola só não entrou porque Cícero estava bem colocado e conseguiu fazer grande defesa.

Mas quem teve a grande chance de marcar foi o time do Macuco ao sofrer a sexta falta coletiva ganhou a oportunidade em uma cobrança de tiro livre direto. O capitão Sniff pegou a bola e ajeitou com carinho, mas acabou desperdiçando ao tentar uma cavadinha sobre Mychel, ele não pegou bem na bola que saiu pela linha de fundo.

E restando 15 segundos para o término do primeiro tempo o Cruzeiro chegou ao empate após Lucas Barreto dar ótimo passe para Aleixo soltar a bomba de fora da área e estufar as redes de Cícero, 1 a 1.

No segundo tempo o jogo começou muito bom, logo no início ambas as torcidas puderam vibrar com gols. O Favela da Santista voltou a ficar na frente do placar mais uma vez com Ítalo, o destaque da partida, antes ele havia desarmado Aleixo pela esquerda e chutou forte para carimbar a trave. Na sequência, Sniff rolou a bola para Ítalo dentro da área como um pivô finalizar de primeira e vencer Jhonny para fazer 2 a 1.

Mas nem deu tempo de comemorar, 40 segundos depois o time do Morro do São Bento voltou a empatar, dessa vez foi Magnum quem chutou forte de fora da área e um leve desvio no caminho acabou tirando a bola de Cícero e foi morrer no fundo do gol, 2 a 2.

A partida era muito boa, com duas equipes que buscavam o ataque e mesmo o Favela da Santista jogando pelo empate para terminar em primeiro, o time não ficou jogando com esse propósito, queria a vitória.

E quase que o Favela fez o terceiro quando Cabelo arrancou em velocidade pelo lado esquerdo desde a defesa e finalizou com um chute cruzado, a bola passou tirando tinta da trave direita.

O time do Macuco ainda criava boas chances com Ítalo, principalmente em chutes de fora da área, mas Jhonny estava atento e mostrava muita segurança no gol da Raposa.

O Cruzeiro também tinha suas chances, em uma delas Aleixo deu um belo passe para Neto que usou toda a sua categoria para completar de letra na área e só não marcou porque mais uma vez Cícero fez a defesa.

Outra vez a dupla Neto e Aleixo assustou o Favela, Neto tocou para Aleixo e recebeu de volta para chutar da entrada da área, Cícero com a perna direita conseguiu fazer a defesa e colocar a bola pela linha de fundo, arrancando o grito de “Pqp é o melhor goleiro do Brasil, Cícero” da torcida alviverde.

E nos segundos finais, o maior susto que o Favela da Santista passou na partida, Victor derrubou Neto na entrada da área e acabou expulso ao receber o segundo cartão amarelo. Mas o Cruzeiro não conseguiu aproveitar a jogada de bola parada e dessa forma o jogo terminou mesmo empatado em 2 a 2, um empate com sabor de vitória para o Favela que jogou desfalcado de Reni e bom também para o Cruzeiro que manteve a invencibilidade mesmo jogando sem Vitinho que se recupera de lesão.

FICHA TÉCNICA

FAVELA DA SANTISTA 2 X 2 CRUZEIRO MSB

Competição: Campeonato Santista Série A
Jogo: 1ª Fase
Categoria: Principal
Data: Segunda-feira, 8 de janeiro
Local: CFT Barata/Jabaquara, em Santos
Arbitragem: Evandro Franco e Luiz Campos
Gols: FAVELA DA SANTISTA: Ítalo (2); CRUZEIRO: Aleixo e Magnum.

FAVELA DA SANTISTA – Cícero, Matheus, Sniff, Baiano, Klebinho, Cabelo, Bruno Aguiar, Barata, Dieguinho, Ítalo, Lucas Grangeiro, Victor e Nelson.
Técnico: Evandro Peres

CRUZEIRO MSB – Cícero, Jhonny, Magnum, Felipinho, Pedro Lopes, Aleixo, Neto, Evandro, Lucas Barreto e Gustavo Mauri.
Técnico: Kaio Felipe

Favela da Santista
Cruzeiro MSB

você pode gostar também Mais do autor

Postar um comentário