Richard’s Costelaria bate Metropolitano e conquista primeira vitória na Copa Municipal PG

O técnico Denílson Spigolin, o camisa 10 Felipe Willians e o goleiro Marcos foram expulsos pelo Metro; Léo Magrão foi expulso pelo RC

(Foto: Igor Melo)

Em um jogo marcado por quatro cartões vermelhos, o Richard’s Costelaria venceu o A.R. Metropolitano por 3 a 1 pela segunda rodada da Copa Municipal Praia Grande. A partida foi realizada na noite desta quinta-feira, dia 28, na quadra do Ginásio Falcão, em Praia Grande.

Essa foi a primeira vitória do RC na competição, pois na estreia havia empatado sem gols contra o América Japuí. Enquanto o Metropolitano também empatou na estreia em 1 a 1 com o Ocian Praia Clube e segue com um ponto conquistado.

O Metropolitano volta a quadra dia 19 de outubro (quinta-feira), contra o América Japuí, às 20h45, também no Ginásio Falcão e não contará com peças importantes como o técnico Denílson Spigolin, o camisa 10 Felipe Willians e o goleiro Marcos, que foram expulsos.

O próximo adversário do RC será o Ocian Praia Clube, dia 24 de outubro (terça-feira), às 19h45, no mesmo local e não contará com o camisa 5 Léo Magrão, que também cumprirá expulsão.

Fazem parte do Grupo A Orangeball, Zica FC, Ideal, E.C. Vitória e Colorado. O Grupo B é composto por América Japuí, A.R. Metropolitano, Ocian Praia Clube, Recanto Futsal e Richard’s Costelaria.

Na Copa Municipal Praia Grande, avançam três equipes de cada grupo. Quem encerrar a primeira fase como líder passa diretamente para a semifinal, o segundo e terceiro colocados de cada chave disputam a pré-semifinal.

Segundo gol de Flávio

Nos primeiros minutos de jogo, Leonardo, do Metro, acabou escorregando pela direita, a bola sobrou nos pés de Léo Magrão que carregou para o meio e chutou para fora na primeira finalização da partida.

Com exatos cinco minutos, Flávio Alves armou jogada também pelo meio, tocou para Brunão na direita que devolveu para o próprio Flávio dentro da área que completou para o gol e abriu o placar para a equipe comandada por Stefson Formiga.

A resposta do Metro veio com o Eliel. O camisa 11 encarou a marcação, cortou para a direita, próximo da área, mas a bola foi para fora. Mais tarde, novamente Eliel pela direita foi até a linha de fundo, cruzou rasteiro para dentro da área e por pouco Uryan de carrinho não chega para concluir.

Aos nove minutos, Eliel tentou enfiada de passe para Felipe Willians, Flávio Alves antecipou, partiu livre em contra-ataque de cara para o gol, não desperdiçou e ampliou o placar para o Richard’s Costelaria para 2 a 0.

O Metropolitano não se abateu com o segundo gol e continuou criando boas oportunidades. Marcos Roberto pela esquerda recebeu passe de Felipe Willians, chutou com categoria, mas o goleiro Manga mostrou todo seu talento e salvou.

Depois, Eliel pegou a bola de costas para o gol na entrada da área, fez o pivô, ajeitou para Felipe Willians que bateu, a bola desviou na defesa, mas mesmo assim Manga defendeu mais uma.

Felipe Willians com a bola (Foto: Igor Melo)

Perto do fim da primeira etapa, o camisa 7 do RC, Canindé, soltou uma bomba pela direita e foi a fez do goleiro Marcos do Metropolitano realizar excelente defesa.

No segundo tempo, Uryan partiu em velocidade do campo de ataque, após aplicar um drible a bola subiu um pouco e Flávio Alves cortou com a mão. Na cobrança da falta, o próprio Uryan caprichou mandando a bola no cantinho do gol, mas outra vez Manga estava lá e defendeu.

Ao decorrer, Canindé recebeu passe em profundidade, Marcos saiu do gol para salvar, o camisa 7 deu um toque por cima, o arqueiro espalmou com a mão fora da área, no rebote Canindé chutou na trave lateral e após a jogada o goleiro foi expulso.

Com a vantagem de um jogador a mais por dois minutos, o RC trabalhou a bola com Flávio Alves e Canindé que passou para Léo Magrão bater e o goleiro Gilliard, que entrou no lugar de Marcos, ter trabalho.

O camisa 10 do Metro, Felipe Willians, em uma jogada individual pelo meio, na frente da área conseguiu passar por três adversários mas o chute foi desviado para fora.

Passando a metade do segundo tempo, Felipe Willians e Canindé disputaram jogada perto da lateral direita, Felipe acabou caindo na dividida, a bola sobrou e Léo Magrão chutou em Felipe, que não gostou nada e o tempo fechou no Ginásio Falcão. Depois da confusão, tanto Felipe quanto Léo Magrão foram para o vestiário mais cedo. Sobrou também para o treinador do Metropolitano, Denílson, que por reclamação acabou sendo expulso. (Assista a entrevista de Uryan sobre o lance).

Depois da paralisação, Cabelo foi para quadra atuando como goleiro-linha do Metropolitano. A estratégia deu certo e restando dois minutos para acabar, Julielvis recebeu cruzamento rasteiro dentro da área e descontou.

Restando 30 segundos, em um lance no meio da quadra, Thiago Azevedo chutou para o gol vazio do Metropolitano e selou a primeira vitória do Richard’s Costelaria na Copa Municipal Praia Grande.

FICHA TÉCNICA

A.R. METROPOLITANO 1 X 3 RICHARD’S COSTELARIA

Competição: Copa Municipal Praia Grande
Jogo: 2ª Rodada
Grupo: B
Local: Ginásio Falcão, em Praia Grande
Data: Quinta-feira, 28 de setembro
Árbitro: Matheus Silva
Auxiliar: Júlio Lima
Anotadora: Marianna Campana
Gols: RICHARD’S COSTELARIA: Flávio Alves (2) e Thiago Azevedo; METROPOLITANO: Julielvis

A.R. METROPOLITANO: Marcos, Gilliard Rodrigues, João Pedro, Uryan, Wellington, Felipe Willians, Eliel, Julielvis, Leandro Ferreira, Alvaro e Marcos Roberto

RICHARD’S COSTELARIA – Manga, Everton, Brunão, Canindé, Luciano, Leandro, Thiago Azevedo e Flávio Alves

Veja mais fotos da partida no Facebook do Passou por Dois

você pode gostar também Mais do autor

Comentários estão fechados.